Walter Pantoja

"Não existe rua com pedras mudas nem casa sem ecos..." (Góngora y Argote)

Textos

Rio segredo
letra: Walter Al Pantoja Teixeira
(fundo musical instrumental  'estrela, estrela' de Vitor Ramil)

O rancho virou tapera, e o pé de amora morreu
E o rio onde tu te banhavas...
Me contou dos teus medos, revelou teus segredos
Confessou que você... desapareceu

O verde dos campos, o azul e branco do céu
Do verde só restaram cinzas...
e uma negra fumaça cobria o céu

O canto dos pássaros, silenciou com o ruído das máquinas
E os sinos da nossa capela (tão bela!)
Dobraram... mas você não escutou



Alpargata e calça Lee, liberdade de esmola
Que saudade do teu cheiro, do teu cheiro campeiro
De guria de fora...
Onde anda o teu sorriso... onde anda você?
E o tempo correu ligeiro
Que tristeza nesse pago
Que saudade da menina...

Apargata e calça Lee, liberdade de esmola
Que saudade do teu cheiro, do teu cheiro campeiro
De guria de fora...
Onde anda o teu sorriso... onde anda você?
E o tempo correu ligeiro
Que tristeza nesse pago
Que saudade da menina... da menina!

                                                         (o pago, a menina e o tempo)
walter pantoja teixeira
Enviado por walter pantoja teixeira em 14/01/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras